Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (726)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2532)  
  Resenhas (131)  

 
 
Provérbios de AKEL no...
Adryan Krysnamurt Edin...
R$ 40,00
(A Vista)
INDISPONÍVEL

R$ 27,60
(A Vista)






   > O TEMPO



Cleso Firmino
      POESIAS

O TEMPO


O tempo passou,
passou tão depressa
que ainda penso  que
estou no mesmo lugar.

Acreditaria nesse
pensamento se o peso
dos anos, trazido pelo
próprio tempo, não
arquejasse
  meus
ombros.

Se as rugas,
o cansaço, o desânimo
não tivessem tomado
conta do meu rosto juvenil.

Se o reflexo no espelho
não denunciasse onde
estou agora, se não
fosse isso, eu
acreditava piamente
estar ainda naquele
tempo.

Pois as lembranças são
nítidas, mas o tempo é
como uma nuvem que
há pouco estava aqui,
mas já não está mais.

                       Cleso Firmino


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui