Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

ROSINHA - CONTA – CASOS

Há muito, muito tempo, nasceu no céu uma linda nuvenzinha cor-de-rosa. Nossa! Foi o maior zum-zum-zum. Imagine só! Uma nuvem cor-de-rosa! Não se falava em outra coisa. A casa de Mamãe-Nuvem vivia cheia de visitas. Todos queriam conhecer a nuvenzinha colorida. Todos queriam conhecer Rosinha. Ah! Sim! Ela recebeu o nome de Rosa. Mas logo, logo, virou Rosinha. O tempo foi passando e Nuvem Cor-de-Rosa, aliás Rosa, aliás Rosinha, foi crescendo cada dia mais linda. E não era só linda, não. Era inteligente, alegre, super simpática e tinha uma facilidade incrível para fazer amigos. Todo mundo adorava conversar com ela. Sabe por quê? Porque Nuvem Cor-de-Rosa tinha um dom muito especial: ela inventava casos. Pois é! Ela adorava inventar casos e contá-los... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Renato Araujo

  AUTOR  
 
Renato Araujo

Escritor, poeta, compositor e tradutor, iniciou suas aventuras literárias ainda na adolescência com poesias de amor e, mais tarde, começou a compor músicas, sempre acompanhado de seu violão.

 

Seu interesse em línguas o levou a cursar duas faculdades de Letras (português-inglês e português-italiano) e Mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 

Carioca de nascimento, Friburguense de coração, amante da literatura, da música e das artes em geral, já escreveu mais de 300 poesias, 200 músicas e diversos contos e crônicas.

Apesar das enormes dificuldades para se publicar livros no Brasil, conseguiu, com o apoio da Editora Protexto, lançar seu primeiro livro (impresso) “Pela poesia entreaberta” em 2011. Entretanto, já havia lançado em 2010 um livro no formato digital (e-book) “Vote em mim e será seu fim”, também de poesias que revela seu perfil contestador e fala do mundo da política.

 

Com o objetivo de compartilhar seu amor pelas artes e incentivar outros poetas, escritores e compositores a divulgarem seu trabalho e trocarem experiências criou, em 2010, o blog Pratique Poesia (www.renatoaraujo.com).