Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

A INDISPENSÁVEL FORMAÇÃO DO ESCRITOR

Por força de nossa tarefa diária como editor da Editora Protexto, nos deparamos com centenas de escritores ansiosos por terem seus textos avaliados e desejosos de publicarem suas obras. Tarefa árdua a nossa, pois termina sempre numa sucessão de negativas frustrantes. Ao contrário do que muitos pensam, o primeiro passo para se tornar um escritor não é a publicação de um livro, mas sim, a busca de sua formação para encarar a tarefa de escrever com profissionalismo. Durante alguns anos ministrei um Curso de Escritores através da Casa do Escritor que infelizmente foi desativada. O Curso que era feito pela Internet e o atendimento, personalizado. Após quase dois anos de existência,... (leia mais)

Airo Zamoner




A terceira intenção

Tenho vontade de parar. Descansar. Interromper essa andança sem tréguas. Já trilhei à beça. Já corri, já tremi, já sofri, já ri também à beça. Já fiz troça, já respeitei, já ofendi, já obedeci, já liderei, já escrevi outra vez à beça. Já pensei que transformaria esse mundo dos homens, mas descobri que o mundo é das mulheres. Tenho vontade de parar, sim. Mas não posso! Não posso interromper essa caminhada. Tenho que trilhar mais um tanto, correr, tremer, sofrer, rir, respeitar, ofender, obedecer, liderar, escrever, transformar outro tanto, outro inútil tanto. Nasci nos estertores da segunda guerra do mundo, no limiar da paz. No vestibular da maturidade, carreguei uma pistola na cinta, pilotei um tanque de guerra, atirei com uma ponto-trinta. Joguei granadas... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Marisa Santos

  AUTOR  
 
Marisa Santos

Sobre a colaboradora-poetisa

 “O mundo fenomênico, como resultado do movimento do querer,

traz em si as marcas da dor, do despedaçamento do uno primordial

e, para se libertar dessa dor, faz um segundo movimento,dessa vez estético,

reproduzindo o movimento inicial que a vontade realizouem direção

à aparência. Desse último, emana a aparência da aparência ou a bela

aparência do sonho, um bálsamo para o querer, um remédio para libertá-lo

momentaneamente da dor pelo seu desmembramento em indivíduos

 

Marisa Santos / Maressa Marins / Drevra Hadarah/Ágata Ketlyn 

Uma Mulher – Quatro Poetisas

Cada Pseudônimo tem seu estilo, sua maneira de enxergar a vida, o ser humano,seus sonhos, suas subjetividades:

Marisa Santos
é a protagonista de todas as personagens

Vivendo entre o emotivo e o racional, Artista Plástica,Teóloga, Escritora e Filósofa. Questionadora, sempre almejando colocar cores emvários ângulos da vida, mesmo se forem cinzentas e tristes.

Drevra Hadarah é a mulher sensual, erótica, instigante, radicalizante, sensível e profunda, outras vezes polêmica,militante e até sofrida.

Maressa Marins é a romântica,algumas vezes sofrível, mas sempre dá a volta por cima e se alegra com as lembranças boas da infância.

Ágata Ketlyn, é a mulher crente em Jesus, mulher cheia de fé e conflitos interiores, sempre entre a cruz e a espada, entre pecado e vontade, razão e fé.