Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




“D” DE “DEUTSCHLAND”, POR QUE, ENTÃO, “ALEMANHA”???

Uma tradução de Tânia Gabrielli-Pohlmann “D” = “Deutschland”? Que coisa estranha! Quem fala português, diz “Alemanha”; em espanhol este país se chama “Alemaña”; aqueles que falam inglês, adotaram o termo “Germany” e quando se vai para o Leste Europeu, o “Schwabo” é que designa o cidadão alemão. Mas o que se vê nas placas de automóveis alemães é a letra “D” indicando “Deutschland”. Por quê? De onde vêm tantos termos diferentes para indicar um único país? A língua alemã e o povo alemão formaram-se, basicamente, através de diferentes grupos étnicos, tendo cada qual sua língua. A existência de registros escritos em língua alemã remonta ao Século VIII d.C.. A língua oficial era o latim, mas o povo se comunicava em seus... (leia mais)

Clemens Maria Pohlmann




Default



   > Silvio Luiz Titato

  AUTOR  
 
Silvio Luiz Titato
   Sílvio Luiz Titato,  nasceu na cidade de Ibitinga, interior de São Paulo, no dia 21 de novembro de 1978. Desde criança, sempre se interessou em escrever. Escrevia pequenas estórias em quadrinhos e as guardava. Fazia pequenos livros que acabava tendo o mesmo destino. Além da escrita, sempre foi apaixonado pelo teatro e pela música, atuando em sua cidade, desde adolescente, em diversas peças de teatro amador, fez canto coral e foi vocalista de banda. Aos 24 anos, se forma em Letras e começa a se dedicar novamente à escrita, vencendo em 2002 o terceiro lugar em conto e poesia na Faculdade São Luís de Jaboticabal (SP) onde terminou, no mesmo ano, o curso de Letras e também cursou, no ano seguinte, o curso de pós-graduação em metodologia em ensino-aprendizagem em Língua Portuguesa. Em 2004 cursou um semestre em um projeto do Estado de São Paulo, voltado para o ensino da língua portuguesa ao ensino fundamental.   Lecionou em algumas escolas públicas e particulares de 2003 a 2006, exercendo, simultaneamente, a função de escriturário em um escritório de contabilidade, onde trabalhou por quase doze anos. No ano de 2007 foi convocado e assumiu o cargo público de professor na cidade de Jacareí (SP). No ano de 2008 fora transferido para a cidade de Lençóis Paulista (SP) e retornou à cidade de Ibitinga no mesmo ano.    No ano de 2009, visando especializar-se como roteirista, cursou na Universidade Federal de São Carlos, um semestre como aluno especial do mestrado, no curso: A narrativa televisa - o seriado televisivo.   Atualmente, na cidade de Ibitinga (SP),  Silvio Luiz Titato, dedica sua vida no setor administrativo de uma empresa no período diurno e leciona em uma escola técnica e em uma faculdade particular no período noturno. Semanalmente, publica um artigo para um jornal da cidade e possui um blog em que escreve poesias, contos e crônicas:  www.pedrasutil.blogspot.com.