Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O que e como fazer para escrever bem

Uma das maiores preocupações que permeiam o âmbito escolar tem sido a produção de texto, em especial o dissertativo, por apresentar dificuldades no seu processo de elaboração e produção. Por ser um texto que procede de reflexões sobre determinado assunto, em que a opinião do locutor deve ser explicitada e, principalmente, acatada pelo interlocutor, exige-se maior rigor e complexidade nos mecanismos de produção. Quer dizer, ao comentar sobre determinado assunto tem-se a pretensão de atingir o outro, seja por convencimento ou por persuasão. Assim, torna-se fundamental se servir de uma linguagem elaborada, haja vista que para se obter adesão do interlocutor, o discurso deva... (leia mais)

Andreia Frederico Coutinho




“D” DE “DEUTSCHLAND”, POR QUE, ENTÃO, “ALEMANHA”???

Uma tradução de Tânia Gabrielli-Pohlmann “D” = “Deutschland”? Que coisa estranha! Quem fala português, diz “Alemanha”; em espanhol este país se chama “Alemaña”; aqueles que falam inglês, adotaram o termo “Germany” e quando se vai para o Leste Europeu, o “Schwabo” é que designa o cidadão alemão. Mas o que se vê nas placas de automóveis alemães é a letra “D” indicando “Deutschland”. Por quê? De onde vêm tantos termos diferentes para indicar um único país? A língua alemã e o povo alemão formaram-se, basicamente, através de diferentes grupos étnicos, tendo cada qual sua língua. A existência de registros escritos em língua alemã remonta ao Século VIII d.C.. A língua oficial era o latim, mas o povo se comunicava em seus... (leia mais)

Clemens Maria Pohlmann




Default



   > Erwelley C.de Andrade

  AUTOR  
 
Erwelley C.de Andrade

Aos 28 anos Érwelley faz de seus passos a realização de seus ideais publicando o livro  de teor reflexivo e poético " Olhos vendados, passos contados.

Publicação: Editora Protexto. 

Membro da Academia de Letras do Brasil/BSB, Parte do grupo literário de membros fundadores da ALB/BSB, busca através da sua escrita a conscientização de cada leitor conforme seu estado de espírito para seu entendimento pessoal.

Autora do livro "Noite de Mistérios, poemas e sonetos publicado independente em Março de 2005, iniciou sua caminhada literária aos 10 anos quando questionada por um professor de religião a respeito de uma das suas redações a instigou a leitura e a escrever...

 A escritora diz que quando escreve não somente expõe sentimentos, reações e envolvimento social, descreve que ao escrever, se disfaz do seu ser, humano para viver sua alma poeta com total envolvimento.

Radicada em Brasília há quase 11 anos nasceu na pequena cidade Zé Doca no interior do estado do Maranhão.

Filha unica, de infância humilde se debruçava entre os livros da escola desde cedo, assim tornava sua vida de criança quieta, calada, emotiva e solitária muito mais alegre e repleta de sonhos... 

Sonhos os quais se realizam junto a suas criações poéticas e reflexivas que aos poucos compartilha com os leitores que direta ou indiretamente amam a poesia em seu mais profundo entender de ser simplesmente sentida...