Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2527)  
  Resenhas (129)  

 
 
Veículos-03-202
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



O pássaro Refletól
Lucas Borba
R$ 38,50
(A Vista)






   > APRENDER



Eulália Cristina Costa e Costa
      POESIAS

APRENDER

 
Aprendi a fazer de cada sofrimento,
Uma maneira de manter o meu amor próprio.
Aprendi a fazer de cada lágrima,
Uma janela por onde eu possa ver sorriso que me faça feliz.
Aprendi que nem sempre o amor é correspondido
E por esta razão não se deve fazer ninguém sofrer.
Aprendi a fazer muitas coisas exatas, coisas que não gosto; que me fazem sofrer, que me machucam.
Fazendo deste machucado uma pequena sabedoria.
Aprendi a sofrer sozinho para que ninguém olhasse o meu rosto e percebessem meu coração machucado.
Aprendi a fazer o jogo do contente quando na verdade estava sempre triste.
Aprendi a fingir para não demonstrar meus verdadeiros sentimentos.
Aprendi a sonhar e procurar em cada pessoa: um que tenha o rosto limpo e o coração sincero.
Aprendi a amar em segredo,
Descobrindo mais opções em mim.
Aprendi que nada é impossível, mesmo que pareça ser.
Às vezes, pode demorar acontecer,
Mas se houver luta - a vitória vem pra valer.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui