Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (642)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
DUBLE - A um passo em...
Guilherme Augusto...
R$ 49,60
(A Vista)



Enredos do Meu Tempo
Roberto Villani
R$ 30,50
(A Vista)






   > O DESAFIO DO MERCOSUL



Tânia Gabrielli-Pohlmann
      RESENHAS

O DESAFIO DO MERCOSUL

A UNESCO PUBLISHING tem-me inteirado de seus projetos dedicados não apenas à divulgação da cultura dos mais diversos povos. A edição de obras voltadas à discussão e análise profundas das mais delicadas questões sócio-culturais têm desempenhado um importante papel na busca de caminhos viáveis à manutenção de tradições, sem que isto signifique o isolamento ou o retardamento dos países correspondentes no processo de integração. Inclusive e especialmente da cultura.

Chega às minhas mãos a obra “Identidad, Integración y Creación Cultural en América Latina – El Desafío del Mercosur”, de Gregorio Recondo, editado pela UNESCO PUBLISHING em parceria com a EDITORIAL DE BELGRANO. Esta obra surpreende não apenas pela gama de informações a respeito das Reuniões de Ministros da Cultura dos países integrantes do Tratado de Assunção. O Autor apresenta, ainda, uma minuciosa reflexão no tocante à necessidade de se dar continuidade ao processo de integração regional, envolvendo todo um aglomerado de medidas urgentes nos setores da educação e da cultura.

Gregorio Recondo é advogado formado pela Universidade de Buenos Aires, licenciado em Sociologia pela Universidade Internacional de Estudos Sociais, em Roma. Professor titular em universidades argentinas e convidado em várias universidades iberoamericanas e européias. Especializou-se em temas relativos à integração regional, sociologia política, integração cultural e sociologia da cultura. Participou como conferencista em diversas jornadas internacionais sobre administração cultural e políticas culturais iberoamericanas. Tem coordenado o Mercosul Cultural e o Conselho Argentino para as Relações Internacionais (CARI) e os cursos de pós-graduação sobre integração no Mercosul, na Universidade do Norte (em Assunção).

Diplomata de carreira, atuou em Roma, Madri, Moscou, Assunção e outros pontos do planeta. Foi adido cultural na Espanha, Vice-Diretor do Instituto do Serviço Exterior, além de organizador e presidente dos Comitês de Fronteira entre a Argentina e o Paraguai. Desempenhando, ainda, muitas outras atividades culturais paralelas, encerrou sua carreira diplomática como diretor de Relações Internacionais do MTSS, tendo sido nomeado Embaixador.

Identidad, Integración y Creación Cultural en América Latina – El Desafío del Mercosur” configura uma visão diferente, imaginativa e profunda sobre os processo de integração na Iberoamérica, pressupondo uma mudança de perspectiva audaz sobre os temas da identidade coletiva e da criação cultural latinoamericana.

O livro é fruto de insistentes solicitações dos estudantes do último semestre do Curso de Relações Internacionais da Universidade de Belgrano, bem como das inquietações de um grupo de pós-graduação na Universidade Católica de Buenos Aires. Dos estudos e discussões acerca da problemática do Mercosul, Gregorio Recondo chega a um aspecto chave que desenvolve ao longo da obra. Segundo o Autor, “a orientação puramente economicista que surge do Tratado de Assunção resulta insuficiente para assegurar a concretização dos ideais integracionistas”. Acrescenta, ainda, que “a integração de nossos povos fracassará a longo prazo, se não incorporarmos a dimensão cultural ao processo integrativo”. Critica duramente o fato de que em nenhum momento a cultura foi mencionada durante toda a estruturação e a concretização do Mercosul. E lembra, ainda, que foram criados onze subgrupos de trabalhos no Mercosul, mas nenhum destinado à educação – muito menos à cultura. Esta ficou relegada ao esquecimento, tendo sido mencionada muito mais tarde, porém “escondida sob o poncho da educação”.

O tema é ricamente discutido e analisado no Capítulo “Cultura e Educação nos Processos de Integração”, no qual o Autor alerta: “A educação é um instrumento da cultura”. As atas e relatórios das reuniões de Ministros de Educação são apresentadas, com o intuito de mostrar que raramente se faz alusão à integração cultural da América Latina. As iniciativas culturais que passaram a ser tomadas a partir da “Primeira Reunião de Ministros de Cultura”, que aconteceu de 2 a 4 de fevereiro de 1996, em Canela, RS, são consideradas apenas como um pequeno passo para que a cultura fosse enfocada de forma desvinculada da educação. Só a partir disso é que a cultura passou a receber fundos especificamente destinados a exposições itinerantes, à edição de obras bilíngües que promovessem a divulgação e a integração literária entre os países do Mercosul, assim como à produção fonográfica, além de muitos outros eventos que permitissem o intercâmbio maior entre essas culturas. Neste e nos dois capítulos subseqüentes, Recondo apresenta os progressos alcançados graças ao esforço de grupos independentes do Mercosul, que não apenas continuam engajados no processo de integração, como têm insistentemente apontado as diretrizes da viabilidade do Tratado através da cultura.

Em resumo, a Obra contém doze capítulos nos quais defende, explana e apresenta fatos e propostas corroboradores de que: “para efetivar uma comunidade iberoamericana de Nações, é preciso integração através da cultura. E isto pressupõe uma nova cultura da integração”.


Obra: “Identidad, Integración y Creación Cultural en América Latina – El Desafío del Mercosur
Autor: Gregorio Recondo
Editores: UNESCO PUBLISHING e FUNDACIÓN EDITORIAL DE BELGRANO
ISBN UNESCO: 92-3-303414-4
Primeira edição: 1997, Argentina, 417 pgs.
Site UNESCO PUBLISHING: www.unesco.org/publishing


Demais obras de Gregorio Recondo:

-“Sociología y Ciencias Sociales” – Bs. As., 1971;
-“La Argentina Desconocida: de la Imitación a la creación” – Bs.As., 1971;
-“La Creación en Sudamérica: Narrativa argentina en 1926 – Assunção, 1986;
-“Los Comités de Frontera Argentino-Paraguayos y la Cuenca del Plata – Bs.As., 1987;
-“Nuevas Tecnologías en la Información, la Educación y la Cultura” – Bs.As., 1987;
-“Comités de Frontera: Nuevos Mecanismos para la Integración Regional” – Bs.As., 1988;
-“Realidad y Futuro de los Comités de Frontera” – Assunção, 1991;
-“Migraciones Internacionales e Integración Regional” – State University of N.Y., 1993;

Também publicou artigos e ensaios em trabalhos coletivos, como:

-“La Integración Cultural Latinoamericana: Entre el Mito y la Utopía” – BID, 1989;
-“Integración. Experiencias en Europa y América Latina” – Bs. As., 1993;
-“La Gestión Cultural de la Ciudad ante el Próximo Milenio” – Bs.As., 1994;
-“Relaciones entre las Sociedades Civiles de Chile y Argentina” – Santiago de Chile, 1995;
-“Aportes para la Integración Latinoamericana” – La Plata, 1995;
-“Estado, Mercado y Sociedad en el Mercosur” – Rosario, 1996;
-“El Mercosur Explicado” – edic. prelim., Bs. As., 1996;
-“Mercosur: Una Historia Común para la Integración” – edic. prelim., Bs.As., 1996;

Coordenou, ainda, “Mercosur: la Dimensión Cultural en el Proceso de Integración” – Bs.As., 1997.

_______________________________________________

Tânia Gabrielli-Pohlmann é escritora, tradutora paulistana, radicada na Alemanha, onde produz e apresenta dois programas de rádio, dedicados à história, à cultura e à música brasileira: “Brasil com S” e “Revista Viva” (com Clemens Pohlmann. Professora de Língua Portuguesa na VHS, Osnabrück e região.

Contatos: a-casa-dos-taurinos@osnanet.de




CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui