Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
O RETORNO DE SORAIA
José Sodré de...
R$ 52,30
(A Vista)



Os segredos de Lauriana
Airo Zamoner
R$ 25,50
(A Vista)






   > O pior da vida



Maicon da Silva Carlos
      CRôNICAS

O pior da vida

O pior da vida não são os problemas que surgem mais do que as soluções. Não são os dias de chuva quando a praia estava programada. Nem as doenças que são curadas com comprimido. Muito menos a rotina, ela pode deixar de ser rotina a hora que quisermos. O tédio então... Só tem tédio quem for tonto. O mínimo de criatividade já basta para que o tédio suma da sua vida.

Há tanto o que se fazer que o tédio passa longe de mim. Na verdade até esqueço que essa palavra existe. Não tenho tempo de ter tédio, quando não tenho nada pra fazer é porque perdi a minha agenda, não só a física, mas também a mental. Geralmente isso acontece por causa de algum motivo especial, um amor não correspondido, por exemplo, porém resolvo rápido, não tenho tempo pra sofrer.

A vida passa tão rápido que ter tédio pode ser considerado perda de tempo, de vida. Se estiver calor, nada que um sorvete não resolva, se frio, nada melhor que uma pipoca e um bom filme.  Uma festa, um bom livro, uma viagem, no livro e na vida real. O mundo é tão grande, já parou pra perceber o quanto de coisas que temos e podemos conhecer? Quantas pessoas diferentes, lugares, tradições, culturas, comidas, músicas, uma finidade que parece infinito à nossa volta.

É, o pior da vida não é o tédio e os problemas, é o tempo. Ele não para, ele passa tão rápido. O pior da vida pode ser os poucos anos que vivemos... As horas que não param, quando percebemos o dia já é outro. Nós estamos grandes, às vezes menores, os filhos cresceram, mudaram, nós mudamos também, nem demos conta. O pior da vida é saber que ela acaba.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui