Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Refletindo sobre EaD e...
Cléber Lemos
R$ 38,50
(A Vista)



Davi o rei de Israel
José Carlos de Faria
R$ 26,80
(A Vista)






   > O real, o visual e o virtual presente na vida das pessoas



Marlos Mello
      ARTIGOS

O real, o visual e o virtual presente na vida das pessoas

            A correria do mundo moderno nos expõe a um assunto que não fica de fora das rodas de conversa: a internet. Poderíamos concebê-la como o fio condutor para qualquer assunto cotidiano. A internet encontra-se em tudo, ou melhor, tudo se encontra na internet. Será mesmo? Vamos explorar, questionar e debater um pouco mais este tema tão presente em nossas vidas.

            Algumas das maiores transformações do mundo contemporâneo passam diariamente pela rede. Este é o caminho interligado por diferentes conceitos e concepções que afetam de forma contundente os interesses das pessoas. A estrutura moldada sociologicamente pelos meios de comunicação escancara e aflora a necessidade de ir além, ou seja, é preciso estar no mundo, viver demasiadamente o mundo, explorar tudo que o mundo oferece de forma intensa.

            Para essas pessoas o caminho para a felicidade atravessa primeiro os espaços virtuais. Utilizar a internet figura como sinônimo de turismo. A pessoa que não tem contato com a internet é considerada analfabeta digital e é excluída dessa sociedade paralela. A substituição do mecanismo de informação parece iminente, no entanto o mundo, infelizmente, ainda enfrenta grandes desigualdades sociais. 

Certos autores trabalham com a ideia de que as crianças do século XXI já nascem predispostas a essa relação tecnológica, ou seja, o conhecimento, em tese, é imanente. O que os leitores deste texto acham? Essa é uma pergunta que, certamente, daria muito “pano pra manga”, no entanto seria necessário mais tempo para trabalharmos essa questão e quem sabe em outro texto abordaremos este assunto.

Sites como o orkut, facebook, twitter e youtube são o centro da atenção das crianças e dos adolescentes. Estes sites promovem relacionamentos, entretanto são relações virtuais. O mundo da tecnologia é considerado por alguns autores o mesmo mundo da violência, mas essa violência é a simbólica, ou seja, se funda na fabricação contínua de crenças no processo de socialização, que induzem o individuo a se posicionar no espaço social seguindo critérios e padrões do discurso dominante (Bourdieu).

De fato, no passado buscava-se a fraternidade e a igualdade entre as pessoas, por meio da religiosidade, porém a sociedade da velocidade, que é também a da voracidade, está cercada por uma onda de crenças na "salvação do mundo" através da tecnologia. Esse espaço também foi ocupado pela família e, posteriormente, pela ciência até os dias de hoje.

Portanto, precisamos ter atenção a essa transformação e não somente aceitar as verdades póstumas que um grupo tenta sancionar ideologicamente através dos mecanismos midiáticos. Não estamos querendo condenar a tecnologia, nem mesmo dizer que ela não contribui na vida das pessoas. Queremos questionar, através destas palavras simples, um modelo que sempre se utilizou dos desejos e sonhos das pessoas para vigorar conceitos e ganhar adeptos no intento de lucrar através do consumo desenfreado.

 

 

 

 

 

          



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui