Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Estátuas-01-157
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Apenas um Minuto
Lidia Maria Cardia
R$ 34,10
(A Vista)






   > Se nos meus devaneios...



Amarilia Teixeira Couto
      POESIAS

Se nos meus devaneios...

Se nos meus devaneios...




Você não mais surgir
Nem me convidar pra sair
Numa noite de luar
Se esquecer do que foi dito
Em tom sussurrante
E deixar de se encantar
Com a estrela cadente
No céu
Puramente azul de inverno...



Se o teu olhar derramado
não mais passear pelo meu rosto
E perscrutar a minha emoção
Em cada ponto do meu corpo
se tuas mãos se aquietarem demais
Inexpressivas
Preguiçosas e frias...



Se de tua boca não mais saírem
palavras cálidas e sinceras
Aquelas que me tiram
o desassossego da alma
E me aquecem inteira
que me fazem tua gueixa
Intensa e loba
em pele de ovelha...


Se nas trilhas por onde andar
As dificuldades encontradas
Não te reportarem até a mim...


...querendo o meu colo
A minha fonte inesgotável de amor...



É que algo se perdeu pelo caminho
E te deixaste iludir pelo falso brilho
Daquilo que parece mas não é...


O carinho frio
O desejo travestido de mesquinharia
Aquele que sempre exige algo em troca
E
Pior ainda
Um falso amor
Que se alimentou durante anos
Da solidão a dois
Que não sabe da transparência
Que promove a paz
Que acerta os passos
Que acalma o coração
Que dá sentido à vida...


Se a dúvida
Se o medo
Se as amarras de toda uma existência
Não te fazerem vir ao meu encontro
Para um novo tempo....


Haverá uma ruptura
Do que foi traçado antes de nós
Nos perderemos de nós mesmos
Em nome da covardia
Das conveniências
Do faz-de-conta
E tudo mais...

Se as convenções
Se o estabelecido
Se os grilhões
Te apartarem de mim...




CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui