Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
O RETORNO DE SORAIA
José Sodré de...
R$ 52,30
(A Vista)



CICLO
Airo Zamoner
R$ 17,80
(A Vista)






   > Saudades do que não foi...



glenio cabral lourenço da silva
      ARTIGOS

Saudades do que não foi...

É possível sentir saudades do que não se viveu? Penso que sim.


Isso acontece quando agente descobre que poderia ter vivido algo muito bacana, mas que, por alguma razão, não viveu.


E pior, que poderia ter vivido se quisesse, era só uma questão de ter ido à luta, de ter insistido, mas por não ter tido coragem e iniciativa acabou não vivendo.


E a coisa não rolou.


É um tipo de arrependimento pelo medo que não se combateu.


E aí a coisa é feia. Porque perder uma luta lutando, dando o máximo de si, é uma coisa. Mas perder uma luta por W.O...


É quando vem a saudade. A saudade do que poderia ter sido. A saudade do que não foi, mas tinha tudo pra ser.


A saudade do que não se viveu, e não se viveu não por ausência total de possibilidades, mas por pura fraqueza de espírito....


É. A pior saudade não é aquela que chora pelo passado, mas aquele que chora pelo futuro que não aconteceu.  


Pelo futuro que foi sepultado pelo medo, pela covardia, pela preguiça, pela indolência...


Quer um conselho? Nunca perca uma luta por W.O.  Isso é de pirar o cabeção.


* Visite o www.cafecristao.com



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui