Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Catálogo2015-P&B
Airo Zamoner
R$ 13,40
(A Vista)
INDISPONÍVEL

Davi o rei de Israel
José Carlos de Faria
R$ 26,80
(A Vista)






   > Queixa das palavras



Alvacira Soares
      POESIAS

Queixa das palavras

Não sei por quê me escreveram
Nem pra quê estou aqui.
Os que me leem, não me entendem
e de mim passam a rir.
 

Se soubessem que me importo
Com o saber de vocês, passariam a admirar-me
Sentir-se- ião feliz

Quem  lê e a mim entende
Pessoa culta se torna
e às ciladas da vida com sabedoria contorna.
 

O saber abre a visão
para um mundo diferente
e no engano traiçoeiro
não deixa cair tanta gente.
 
Por isso um conselho deixo

passe a ler-me agora
pois quem conhece  a verdade
anda rumo à vitória.

 


 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui