Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Ruínas-03-332
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



O pássaro Refletól
Lucas Borba
R$ 38,50
(A Vista)






   > Tem um fugitivo da policia em minha casa



joao bernardes da silva filho
      CRôNICAS

Tem um fugitivo da policia em minha casa



Olindo sempre saía de sua residência ás 05:00 da manhã. Serviço que lhe roubava muito tempo de sua vida,quase não tinha folga para esta como a mulher. Era um fenômeno matematicamente certo, podia ser feito até uma equação ; saia ás 05:00 e voltava somente ás 22:00. Para Marlene, só restava aguardara a volta do marido.
Na monótona rotina, Olindo foi para o trabalho naquela manha de 3 de fevereiro de 1999. À distancia de 100 metros da casa percebe que esqueceu as folhas de oficio. Volta rapidamente como se presumisse  que algo de ruim  fosse acontecer.
Bate na porta da casa nº 23  da rua bela esperança,mas a sua insistência que seus punhos ficam avermelhados. Mas, sua esposa não vem abrir a porta. Grita,bate palmas e toca a campainha. Chupa e a esmurra e nada. Lá de dentro escuta uma voz de mansinho.
 
___ Calma,já estou abrindo deixa de ser afoito.
 
A mulher falou mas, não veio. Depois que ela percebe que o marido esta batendo na porta corre em direção a sala.
 
___Que foi?
___Eu é que pergunto,passei 20 minutos e você só vem agora.
 
Olha a mulher, e ver que esta só de calcinha e sutiã, e toda perfumada
 
____Mulher por que está deste jeito?
____É devido esta fazendo muito calor.
____E o perfume ?
____Foi porque quando estava no quarto quebrei o  frasco, e mim molhei com algumas gotículas.
­­__Tá certo mas, seus lábios estão com batom.
___Amor, é porque eles estão ressequidos.
___Por que esta maquiada?
­____Meu bem, você lembra que ela foi presente seu. E sempre pede para eu usa-la. Agora mim deu uma veneta e a passeiem meu rosto.
 
 
Depois da caprichosa conversa, Olindo vai pegara na escrivaninha as folhas e deu um caloroso beijo. Mas,quando  ia saindo escuta um barulho  que vem da cozinha.
____Marlene, você ouviu ?
_____È o gato do vizinho.
_____Não, isto definitivamente não é um bichano.
_____Olindo , você esta procurando “ chifres em cabeça de cavalo”. Esse barulho que ouviu é de um gato.
 
A curiosidade foi maior que ele, quando chegou na cozinha as porta às escancaras. Liga a luz. Um enorme susto veio á tona, tem um homem de cueca debaixo da mesa.
____Quem está ai? Aparece estou armado.
____Oh, amigo desculpe-me por entrado em sua casa desta maneira
_____O que você esta fazendo?
______É porque estou fugindo da policia.
 
Olindo bondosamente desculpa o fugitivo e pede que  ele vá embora antes que a policia chegue.
 
___chispa daqui não quero encrenca com a policia. Sou um homem honesto e trabalhador.
___Ta certo prometo que não mais irei vi aqui.
___Por que você esta fingindo ?
___Foi porque um eu estava na casa de um corno e ele chamou a policia, dizendo que eu estava roubando.
___vá embora já ouvi demais.
 
 
Olindo  fecha a porta , e depois volta para a sala. Onde Marlene lhe pede mil desculpas.
 
__Amor por que esta fazendo isto? Era apenas um fugitivo da policia. Vê se fecha bem estas postas já a décima vez que encontro um cara fugitivo da policia debaixo da mesa nesse mês, não quero encrenca com a justiça. Por isso mandei ele ir embora.
     ____Meu bem, você fez o certo. E se você não tivesse chegado o que ele teria feito comigo?
 
Como se fosse um fenômeno matematicamente preciso, Olindo pegou suas coisas beijou a mulher e foi trabalhar.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui