Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Estátuas-03-163
Airo Zamoner
R$ 0,00
(A Vista)



R$ 25,00
(A Vista)






   > BRASIL EM FESTA



Luiz C. Lessa Alves
      CRôNICAS

BRASIL EM FESTA

BRASIL EM FESTA
 
Sexta-feira, outubro de 2009. No segundo dia deste mês, foi confirmado: Rio de Janeiro sediará Olimpíadas em 2016! A nação brasileira entra em frenesi.
            Copacabana está repleta. Otimistas sonhadores ali chegaram, antecipadamente, para celebrarem tal acontecimento inédito na América do Sul. - quanto progresso!
Meio enciumada, talvez, pelas comemorações naquelas areias, Grumari zangou-se, não permitindo peixe algum chegar até a quebrança, para degustar das nossas iscas.
Considerei isso ingratidão! Nunca a trocamos por nenhuma outra praia daqui; ela bem sabe! Menos ainda por uma que só se preocupa em apresentar festas políticas, demagogas, para agradar estrangeiros. Além do mais, falsidade, hipocrisia não pescamos; mesmo porque nem cabem em nossos cofos. 
Peixe odeia águas poluídas, todos nós sabemos; evidentemente, pescadores também detestam! E ali, quando menos se espera, brotam veios de águas negras, deixando-a de quarentena.
Copacabana é a princesa, sabemos; no entanto, deve obediência a sua majestade Grumari: rainhas das praias aqui do Rio; digo eu! Ela é imune a quase todo tipo de bactéria. Banho ali só não é permitido quando a natureza lhe pede para que ela se desfaça do seu excesso de algaço.
Grumari é cercada por montanhas arborizadas! Só em chegar, sentimos imediato perfume da flora que ali viceja!
Árvore não expele ácido úrico nem defeca! Naquele lugar nem é preciso maquiagem tampouco mídia para tornar minha rainha mais bela e formosa! Deus a fez linda, perfeita! Espero assim permanecer por todo o sempre; sem dedo imundo do homem. 
Causa temor aos ambientalistas quando alguém divulga beleza natural, destacando relevo do meio. Atrás das palavras e imagens, geralmente vêm mãos perversas, açoitadas por mentes sujas, criminosas; razão pela qual não ligo por Grumari ser preterida. Até gosto! Assim, avarentos não terão estímulo em transformar esse paraíso urbano em mais um dos seus depósitos fecais! 
Coitada da Baia de Guanabara! Pobre Lagoa Rodrigues de Freitas! Tão lindas, e tão “privadas”...! Salvemos nossa Rainha, então!
Nem é preciso dizer que o tema da conversa naquela noite, enquanto pescávamos, foi Olimpíadas de 2016 e toda política por trás.
Embora a mídia não tenha mostrado nenhum compatriota descontente pela vitória do Rio, isso não garante que toda nação tenha aprovado!
Correu até boatos que tudo já estava politicamente arranjado, e aquela expectativa toda foi mera formalidade para cumprimento do protocolo. E quem sou eu para duvidar!
Só para se ter uma ideia, éramos nove naquele sábado; inconformados, éramos cinco. Esse escore apertado gerou longa discussão. Como naquela arena todos nós temos poderes e direitos iguais, coube a cada um justificar sua opinião.
Imagine dois grupos assim divididos, com opiniões distintas; um querendo persuadir o dois e vice-versa! Explica daqui, justifica de lá; convence dali, induz de cá... Nesse enverga-mas-não-quebra, passamos toda noite enfiados nos bastidores sujos, fedorentos da política sem pescar nenhum peixe para variar! Mas, todos nós retornamos para casa com a mesma sensação dos atletas bem-sucedidos, retornando das Olimpíadas; ou de quando deixamos o Maracanã, após ver o Flamengo sagra-se Campeão!
 
Do livro “Pescando em Grumari”.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui