Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Estátuas-02-161
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Ressurgindo do Nada
Rosângela Inês Renz...
R$ 21,55
(A Vista)






   > SILÊNCIO



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

SILÊNCIO

SILÊNCIO
 
Quando me procuraste
Nada me disseste:
De onde vinhas, para aonde ias;
O que querias, o que sentias...
Nada!
Apenas me abraçaste e choraste.
 
E eu, também, nada perguntei;
Nada te pedi, nada te falei...
Nada!
Te acolhi, somente, e te afaguei.
 
E tu, calada,
Entraste na minha casa;
Comeste da minha comida;
Bebeste da minha água;
Dormiste na minha cama;
Acordaste com o sol...
 
E ainda assim, calada,
Em silêncio, foste embora...
Sem lágrimas!
E eu fiquei sem nada.
 
Levaste a minha casa,
Minha comida, minha água,
Minha coma, meu sol...
Deixando-me só,
Às lágrimas.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui