Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Bagunçando Brasília.
Airo Zamoner
R$ 30,50
(A Vista)



KALLS - O ENCONTRO
Diego Lincoln Campos
R$ 45,60
(A Vista)






   > SEM MOBÍLIA



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

SEM MOBÍLIA

SEM MOBÍLIA
 
À mesma casa que deixei um dia,
Retornei depois
Para rever meus amigos,
Minha alegria, meu sorriso...
Que por lá ficaram,
Quando para longe parti.
 
Mas, ali, não havia mais portas.
Na casa, já não havia janelas.
Lá, não havia mais nada!
Somente, em ruína, uma tapera:
Vazia, triste e esquecida:
Com eu, sem mobília.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui