Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
O conto de Ruan e sua...
Willians Vieira dos...
R$ 61,40
(A Vista)



Na Mesma Moeda
Livino Virginio...
R$ 49,60
(A Vista)






   > PORTAS FECHADAS



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

PORTAS FECHADAS

PORTAS FECHADAS
 
Fecharam-se as portas, e eu fiquei só;
Do lado de fora estava frio, e eu pedi;
A solidão queimava-me a alma, e eu implorei;
A escuridão da noite aterrava-me, e eu supliquei...
Mas, ninguém me ouviu... e então chorei.

Em meio a lágrimas e pranto, dali eu segui
Caminhos tortuosos, estradas íngremes,
Como nômade errante, solitário e triste.
 
Desiludido da vida meu mundo fechei;
No leito da dor, cansado deitei,
E nunca mais acordar para o amor, eu jurei!
 
Certo dia, porém, batem em meus umbrais;
Ergui a cabeça e pensei:
“Meu Deus, quem será?”
Como se me ouvisse, alguém me responde:
- Sou eu, o amor, e vim pra ficar!


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui