Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Os Egmons
Airo Zamoner
R$ 40,40
(A Vista)



Ruínas-03-332
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > OVELHAS FERIDAS



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

OVELHAS FERIDAS

OVELHAS FERIDAS
 
“Ei, fazendeiro, essas ovelhas machucadas,
“Você sabe quem as abandonou?”
“Eu não; as minhas estão no pasto, Doutor!”
“E você, sitiante?”
“As poucas que tenho, são bem cuidadas, senhor!”
“Você sabe, posseiro?”
“Eu nem as crio, seu moço!”
“E o que me diz você, lavrador?”
“Eu só planto; pergunte lá, ao administrador!”
“Mas onde encontrar ele?”
“Aqui, ninguém sabe, senhor!”
“Bem, já que não temos o culpado,
“Vamos nós mesmos delas cuidar.”
“Mas doutor, são tantas feridas, por aí jogadas!...”
“Não importa quantas são;
”Uma a uma, vamos ampará-las!”
“Por que nós, senhor?”
“Porque somos capazes!”
“E o grupo internacional que se fez para tal?”
“Aquele, que vinte e cinco anos faz?!”
“Esse mesmo, Doutor!”
“Ele só quer usar a influência das ovelhas,
“Com sua inocência para angariar!”
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui