Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Paisagens-01-012
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Entardecer em Porto...
Ingrid Regina...
R$ 66,42
(A Vista)






   > O CASARÃO - MONÓLOGO



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

O CASARÃO - MONÓLOGO

O CASARÃO - MONÓLOGO
 
Olá! Que bom que vocês chegaram!
Há muito que eu lhes espero...
Por favor, queiram entrar!
Aqui na varanda é tão deprimente! 
Cá dentro, é bem mais confortável.
 
- [...!]
É bastante grande, sim!
Esta sala eu projetei com vários ambientes,
Para agradar a todos os meus amigos,
Indiscriminadamente, que queiram me visitar!
Com áudio: rádio, televisão,
Discoteca, computador, videogame...
Biblioteca para quem gosta de ler.
 
- [...?]
É a copa; mais à frente, a cozinha! 
À esquerda fica a despensa
E uma área livre com churasqueira.
A nossa direita tem alguns banheiros,
Mais dependências de empregados,
Com área de serviço e a lavanderia ao lado.
Amanhã lhes mostrarei o quintal:
As plantações, as criações...
Além de muitos frutos maduros,
Possui galinha, ganso, codorna, pato...
Dessa parte, a garotada vai gostar!
Também tem academia, quadra polivalente,
Para quem pratica esporte,
E um lago para quem gosta de pescar!
Até passarinhos vêm aqui faz seus ninhos!...
Como é saudável ouvi-los cantar!
 
- [...?]
A escada... Ah, vamos subir!
Aqui, é o salão de jogos,
Tem as mesmas dimensões da sala.
Como podem ver a sinuca, totó,
Pingue-pongue e mesas para carteado.
Ali estão as sacadas... Vejamos:
Esta aqui vigia o lado da frente,
A outra mira a parte de trás,
Assim, podemos ver a Lua ao surgir,
E também quando deitar!
Nas laterais ficam as suítes, banheiros e quartos,
Onde meus amigos podem repousar sossegados!
 
- [...?]
Entendo. Vocês querem dizer: é muito grande
Para alguém que vive só!
Mas, a gente acaba se acostumando!
 
- [...]
Não! Não é preciso se desculpar!
É natural que todos achem
Que eu me sinta assim, vazio!
Porque só me veem nesta
mansão,
Sem ninguém aqui comigo!
No entanto, é esta situação
Quem me leva assim pensar:
O que seria dos pobres e solitários
Se não pudéssemos sonhar?
Por isso, construí este casarão  
Para a o mundo mostrar!    


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui