Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2527)  
  Resenhas (129)  

 
 
KALLS - O ENCONTRO
Diego Lincoln Campos
R$ 45,60
(A Vista)



A dor de Deus Pai
Miguel da Silva
R$ 33,30
(A Vista)
INDISPONÍVEL




   > FOME E SEDE DE ESPERANÇA



Eulália Cristina Costa e Costa
      POESIAS

FOME E SEDE DE ESPERANÇA

 
Tenho fome de dias melhores.
Tenho sede de justiça,
Mas com muita perseverança
Minha Esperança ainda não morreu.
 
 
Tenho fome de vida.
Tenho sede de alegrias.
Para tornar nossos dias mais suaves e mais coloridos.
Minha Esperança ainda não morreu.
 
Tenho fome de progresso.
Tenho sede de desfazer o retrocesso juntos
E de mãos dadas como irmãos.
Minha Esperança ainda não morreu.
 
Tenho fome de Deus.
Tenho sede de Fé.
Para na vida continuarmos a lutar e vencer.
Minha Esperança ainda não morreu.
 
Tenho fome de amor.
Tenho sede de paixão.
E nessa imensidão de fome e sede existente em meu ser,
Fome e sede que tenho mesmo: é da Esperança nunca morrer!

Eulália Costa ou Menina-mulher

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui