Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2531)  
  Resenhas (131)  

 
 
Passagens-03-114
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Contradições
Marcos de Sena Pereira
R$ 30,50
(A Vista)






   > D E S E R T O



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

D E S E R T O

 
 
Meu espírito irrequieto
Tornou-se um deserto
Por onde sigo
Só comigo
Num passo incerto.
 
Nele não chove,
Nada se move,
A não ser o meu corpo
Cansado e trôpego
De tanto andar.
E o sol se esconde,.
Não sei  até aonde
Eu irei chegar.
 
A areia de dia
Torna-se quente,
De noite esfria.
Não tenho bússola
Nem uma estrela
Para me guiar..
 
Tudo é miragem,
Não há paisagem,
Só o deserto,
Atento e esperto,
A me espiar.
 
E vejo fantasmas
Como miasmas
Ao meu redor.
Triste e faminto,
E então eu sinto
Neste momento
Ao mesmo tempo
Frio e suor.!
 
Açula o vento,
E vem a noite
com seu açoite
Para me tragar!.
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui