Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2527)  
  Resenhas (129)  

 
 
Geométricas-03-217
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



LEGISLAÇÃO...
JONAS VIANA DE OLIVEIRA
R$ 83,70
(A Vista)






   > SOZINHA



Eulália Cristina Costa e Costa
      POESIAS

SOZINHA

Sozinha, estou mais uma vez,
Na solidão do meu quarto não consigo nem olhar o clarão das estrelas
E o luar da noite bela.
 
Decepcionada com os amores e paixões
Regadas de ilusões e acompanhadas de desenganos
E tormentos numa triste caminhada rumo ao sofrimento.
 
Lembranças de vários momentos bons são passageiros,
Mas triste de mim se não fossem eles para revigorarem a minha alma
E devolverem a minha paz.
 
Mesmo com a esperança deste quadro mudar
Sou como um passarinho sem ninho
E sem desatino
Sozinha sem destino
Louca a esperar por migalhas de amor
Sem piedade ou dor.
 
Numa longa estrada a percorrer, ainda fico a sonhar
E imaginar um novo caminho para despertar e florescer
Um grande amor sem piedade ou dor,
Mas com bastante felicidade e amor.
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui