Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2531)  
  Resenhas (131)  

 
 
O Recomeço
Paulo Ademir de Souza
R$ 104,30
(A Vista)



Abstrato-01-599
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > FÁBULA: A OVELHA E O LOBO



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

FÁBULA: A OVELHA E O LOBO

A  OVELHA, O CÃO  E  O  LOBO

Foi à casa da ovelhinha
Um cão muito malicioso
Reclamar que lhe emprestara
Grande pão delicioso.
 
Mas, a ovelha, surpreendida
Com aquela afirmação,
O empréstimo negou,
Como lhe afirmara o cão
 
Não desistindo da lide,
O canídeo caloteiro.
Chamou como testemunha
Um velho lobo matreiro.
 
O lobo compareceu.
Sem escrúpulo nenhum
Foi logo testemunhando:
“São dez pães e não só um”
 
 
A ovelhinha, injustamente,
Assim fora condenada,
Pagando dez pães ao cão,
Sem que lhe devesse nada.
 
Mas, passado certo tempo,
A ovelha o lobo encontrou
Jazendo numa armadilha
Que alguém lhe preparou.
 
Com muito nojo falou
Áquele lobo asqueroso:
“isto é uma recompensa
Para quem é mentiroso”.
 
 Obs: fábula de Fedro, por mim traduzida do latim e versificada. 

 Geraldo de Castrro Pereira
 
.
.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui