Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Divulgação científica Bioindicadores, relatores ambientais

Bioindicadores são fatores bióticos empregados para o reconhecimento de condições (passadas, presentes ou futuras) de ecossistemas. As espécies estão adaptadas para sobreviver, se reproduzir e realizar relações ecológicas em condições ambientais específicas. Desta forma, a presença de cada tipo de ser vivo indica características físicas, químicas e estruturais do ambiente em que se encontra. De maneira geral, as características dos melhores bioindicadores são: · limites de tolerância estreitos – sensíveis a pequenas mudanças ambientais; · abundância; · identificação... (leia mais)

Maristela Zamoner




SEMEADURA

Avistando um aglomerado de mercadores, um andarilho gritou, decidido: - Atenção! Fechem o caminho; vou passar! Surpreso ao sentir um toque em seu ombro, voltou-se e deparou com a razão: - Por que agiste desta forma? Não sabes que é preciso caminho aberto para seguir adiante? O andarilho, sentando-se sob gigantesca árvore de multividências, dirigiu-se à razão, num repente: - Pedi que fechassem o caminho para que minha loucura não fugisse... A razão, mais confusa que convencida, argumentou sem hesitar: - Não há coerência no que dizes. Explica-te ou afasta-te de mim! Cruzando os braços sobre os joelhos, o andarilho insistiu: - Não desejei que minha loucura partisse, por não querer viver comprometido com tua existência mascarada... A razão, indignada, protestou sem mais... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Nilza Amaral

  AUTOR  
 
Nilza Amaral


Escritora e professora de Línguas e Literaturas, nasceu em Piracicaba e fixou residência em São Paulo, onde terminou seus estudos superiores. Iniciou sua carreira vencendo concursos literários. Publicou A Balada de Estóica, O Dia das Lobas, prêmio Ficção Escrita '84, Modus Diabolicus, Amor em Campo de Açafrão. Tem contos em várias coletâneas, jornais e páginas da Internet. Foi convidada do projeto O Escritor na Biblioteca, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, para o qual organizou os textos dos books dos anos de 1995 e 2000. Participou do projeto A Arte nas Escolas, da Secretaria Estadual da Cultura de SP, do projeto DO/Leitura Doze Contistas Paulistanos e do projeto Leitura de Textos, na Oficina Literária Três Rios, como escritora leitora, juntamente com Lygia Fagundes Telles, Anna Maria Martins e Cecília Prada. Foi diretora da UBE por duas gestões seguidas.
Obras publicadas:
A Balada de Estóica. São Paulo: Patrocínio Gráfica Lanzara, 1980.
O Dia das Lobas. 1ª e 2ª ed. São Paulo: Escrita, 1984; 3ª ed. São Paulo: Razão Social, 1994.
Amor em Campo de Açafrão. São Paulo: Scortecci, 1988.
Modus Diabolicus. 1ª ed. São Paulo: Scortecci, 1990; 2ª ed. São Paulo: Ed.Cultural, 1992.
O Florista. Masso Ohno Editor SP Patrocínio Ind. de Cosméticos Driss, 1997. /Medalha de prata em 1 de Junho de 2003 no Concorso Internazionale Maestrale- Itália, categoria romance
Meia Lua e Esmalte Vermelho (e-book). Editora Writers, 2001.