Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

EMOÇÂO

Foi um dia de intensa emoção. Estava triste, sem saber o que fazer. Alguém aconselhou. “Quebra o bloqueio. Põe tudo que sente pra fora”. Depois do conselho, pensou. “Talvez escrevendo eu consiga. É isso. Ponho no papel. Assim não amolo ninguém”. Agora, sentada frente à máquina, não sabe como dar início. Como pôr pra fora o que sente? Não sabia... Passou a vida toda segurando suas emoções, só extravasadas em lágrimas, a única coisa que não sabia guardar. Uma simples vontade depois de um conselho. Conseguiria fazê-las saírem? Na verdade, não era uma simples vontade. Era uma profunda vontade. Pensou que talvez fosse mais feliz, mais liberta, se conseguisse algum dia, de alguma forma, “botar pra fora”, nem que fosse um pouquinho só, toda aquela emoção... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Cãimbra do escrivão, a deficiência, o deficiente e a felicidade.

Como portadora da cãimbra do escrivão, entendo que, a partir do momento que compreendemos, mesmo que em linhas gerais, a natureza biológica do problema e a condição em que a Ciência se encontra diante dele, podemos nos posicionar com atitudes e pensamentos para descobrir formas de sermos felizes, o que, acredito, deveria ser o objetivo principal de cada ser humano. Para sermos felizes, precisamos ser produtivos, fazendo parte da sociedade de maneira contributiva. Li muitos trabalhos científicos até entender bem o que é esta condição e as escolhas que temos diante dela. Talvez por ser bióloga, percebi logo, um ano antes do meu diagnóstico, em meados de 2001, que não era um problema ortopédico. Fui direto a um neurologista, que me encaminhou para outro e para outro... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > Gito Minore

  AUTOR  
 
Gito Minore
Gito Minore nació en la ciudad de Buenos Aires, el 24 de abril de 1976.
Publicó su primer libro de poemas "Emociones Alternas" en mayo de 1995, al que le siguieron "La Copa Rota" (oct. '95), "Noventas" (1996), "Walking Alone" (1997) y "Fuego en el Pecho" (1999), todos editados y distribuidos de forma independiente. Desde 1994 hasta la fecha colaboró con poemas, cuentos y notas de forma alternada en diversas publicaciones culturales y barriales. Parte de su obra poética se encuentra publicada actualmente en diversas revistas electrónicas de Latinoamérica y España. Poemas de su autoría participaron en las antologías "Senderos" (ed. See '95) , "A dos años del 2000" (ed. 3+1 '98) y "Desolación y esperanza"( Ed.Cuenta Conmigo '03) En julio del año 2000, el autor recibió una distinción por parte del Círculo Literario Mitre (Secretaría de Cultura de la ciudad de Azul) por su obra "Fuego en el Pecho". En el año 2002 edita su primer CD, obra musical que consta de 12 poemas de su último libro, recitados por el poeta sobre música compuesta por Gustavo Zavala. El mismo se estuvo presentando en bibliotecas de Buenos Aires, y fué re-editado en cassette por el sello independiente Kaín y Abel Diskos de Bolivia y distribuido por sellos de Venezuela, Perú y Chile. Se prevee para fines del año 2003 la publicación de su sexto libro de poemas "Flores Cohibidas".