Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O LEÃO E O BURRO

O velho e temido leão, Com uma fome danada, foi procurar o burrinho para uma bela caçada. E encontrando o animal, Que não era muito esperto, Combinou que ele seria De uma ramagem coberto. Tudo pronto, à caça foram. E o burrinho camuflado Tinha que urrar diferente Do que estava acostumado. O burro treinou bastante, Foi treinando mais e mais. Com seus urros bem estranhos Espantou os animais. As bestas apavoradas Saíram em disparada. E o leão se aproveitou Pra fazer sua caçada. Tendo feito várias presas, Exausto, foi descansar,. Então pediu ao asninho Que parasse de urrar. Aquele, já todo prosa, Perguntou para o leão: “E que tal a minha voz?... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




CLAUDINE

Ela se destaca nos meus olhos. Saltita alegrias. Nos rodopios, o vestido de rendas e babados restaura harmonias antigas. A minúscula mãozinha agarra o pai carrancudo. Puxa-o na avidez de conhecer os detalhes do mundo. Aos gritinhos, arrasta-o, estimulando-o a ver. Ver e opinar. Dizer como é lindo, como é feio, engraçado, estranho, tudo que se oferece descompromissado aos seus olhinhos curiosos. Observo e meu coração dói. Vontade de agarrar esse pai pelo colarinho. Sacudi-lo com violência pedagógica. Acordá-lo dos seus trinta, quarenta anos. Forçá-lo a sentir a felicidade que flui gratuita por seu braço indiferente. Gritar para que olhe, uma vez ao menos, para baixo. Fazê-lo ver que a vida berra na alegria voluntária da filha, pesquisadora do mundo. Contenho-me e ele... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Ilza Maria Saldanha Ribeiro

  AUTOR  
 
Ilza Maria Saldanha Ribeiro

Biografia da Autora           Ilza Maria Saldanha Ribeiro, natural da cidade de Oliveira dos Brejinhos no estado da Bahia, filha de Aurélio Saldanha Rosa e de Maria Saldanha de Oliveira. Casada com Arnaldo Messias Ribeiro, tendo nascido dessa união dois filhos, o que abaixo de Deus constitui seu maior tesouro:Começou a exercer a profissão de professora, no ano seguinte após concluir o magistério, a partir de 1982, no Jardim Infantil Janelinha do Saber. Em 1983, passa a trabalhar no Ensino fundamental da 5ª a 8ª séries e ao mesmo tempo no segundo grau, Formação para o Magistério de 1ª a 4ª série no Centro Educacional Cenecista de Oliveira dos Brejinhos, com disciplinas relacionadas às metodologias: da Alfabetização, da História, da Geografia, da Ciência, da Língua Portuguesa, onde trabalhou até 1999. E do ano de 2000 para cá, continuou trabalhando na mesma área, como professora de Língua Portuguesa e Língua Inglesa na Escola Municipal Professora Maria Eugênia Guedes. Atualmente lida apenas com a útima disciplina citada, Língua Inglesa em todas as séries do Ensino Fundamental II. Licenciada em Letras Português/Inglês pela Faculdade de Tecnologia e Ciência - FTC, pós-graduada em Tecnologias Educacionais pela Especialização em Estudos Avançados Ordem Nazarena LATU SENSU. É uma pessoa extrovertida a depender do ambiente onde se encontra, estudiosa, gosta de acompanhar as trasformações sociais, aprecia a leitura e ama a escrita de gêneros diversos principalmente o poético. Tem contos, poemas e crônicas que se encontram reunidos em três livros, dos quais apenas dois poemas (Falso Retrato e A Literatura e Suas Ferramentas) foram oficialmente publicados em uma revista organizada pela NEB (Comunidade dos Novos Escritores do Brasil, Orkut), momento que, por ter sido convidada para fazer parte da revista, sentiu-se extremamente honrada, realizada e feliz pela credibilidade de pessoas que apesar de não a conhecerem pessoalmete acreditaram em seu trabalho.