Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O que e como fazer para escrever bem

Uma das maiores preocupações que permeiam o âmbito escolar tem sido a produção de texto, em especial o dissertativo, por apresentar dificuldades no seu processo de elaboração e produção. Por ser um texto que procede de reflexões sobre determinado assunto, em que a opinião do locutor deve ser explicitada e, principalmente, acatada pelo interlocutor, exige-se maior rigor e complexidade nos mecanismos de produção. Quer dizer, ao comentar sobre determinado assunto tem-se a pretensão de atingir o outro, seja por convencimento ou por persuasão. Assim, torna-se fundamental se servir de uma linguagem elaborada, haja vista que para se obter adesão do interlocutor, o discurso deva... (leia mais)

Andreia Frederico Coutinho




Finalmente, a verdade!

Nada me desperta mais a atenção que a expressão de seu rosto. Olhos pequenos, escuros, escondidos atrás de sobrancelhas grisalhas de onde salta um brilho ofuscante. Olhos ligeiros, matreiros, espertos a contrastar com a velhice que o ronda, que o paquera, que joga alhures seu charme traidor. O sorriso dele, não é coisa facilmente identificável. É um ligeiro esgar maroto, quase sarcástico, às vezes para o lado direito, outras para o esquerdo. É algo forte que agride meu cérebro. Algumas vezes cruzo com ele pela Rua das Flores da minha Curitiba encantada. Em outras, estamos lado a lado, lendo a mesma notícia no jornal pregado na banca. No frio, sempre usa um surrado capote desbotado. No calor, o mesmo paletó xadrez de mangas puídas. Claudicante, corpo encurvado,... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Guilherme Augusto Pereira de Queiroz

  AUTOR  
 
Guilherme Augusto Pereira de Queiroz

Nasci em agosto de 1951 na cidade de São Paulo. Vim morar em Curitiba no final dos anos 70, onde resido até hoje. Sou casado, tenho dois filhos e três netos. Estudei em duas faculdades: Medicina Veterinária - UFPR - e Administração de Empresas - FESP-PR. Acredito que tenho um espírito cristão e solidário, sendo minha religiosidade espiritualista. Atuei no movimento escoteiro por quase uma década. Fui professor de informática básica, tendo me especializado na educação de crianças e pessoal da terceira idade. Fui radialista, vendedor técnico de computador de grande porte, e gerente comercial e corretor de imóveis. Sou partidário convicto do bom humor e da amizade sincera. Sempre que aparece uma oportunidade, faço voluntariamente as performances de Coelho da Páscoa, Mickey, Papai Noel, etc. Agradeço os incentivos e colaboração dos amigos e familiares e, em especial, à minha irmã Noemia - autora do texto da primeira “orelha” - e à Emilia Rebonato - revisora integral do texto do livro.

 

Guilherme A. Pereira de Queiroz