Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O LEÃO E O BURRO

O velho e temido leão, Com uma fome danada, foi procurar o burrinho para uma bela caçada. E encontrando o animal, Que não era muito esperto, Combinou que ele seria De uma ramagem coberto. Tudo pronto, à caça foram. E o burrinho camuflado Tinha que urrar diferente Do que estava acostumado. O burro treinou bastante, Foi treinando mais e mais. Com seus urros bem estranhos Espantou os animais. As bestas apavoradas Saíram em disparada. E o leão se aproveitou Pra fazer sua caçada. Tendo feito várias presas, Exausto, foi descansar,. Então pediu ao asninho Que parasse de urrar. Aquele, já todo prosa, Perguntou para o leão: “E que tal a minha voz?... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




EMOÇÂO

Foi um dia de intensa emoção. Estava triste, sem saber o que fazer. Alguém aconselhou. “Quebra o bloqueio. Põe tudo que sente pra fora”. Depois do conselho, pensou. “Talvez escrevendo eu consiga. É isso. Ponho no papel. Assim não amolo ninguém”. Agora, sentada frente à máquina, não sabe como dar início. Como pôr pra fora o que sente? Não sabia... Passou a vida toda segurando suas emoções, só extravasadas em lágrimas, a única coisa que não sabia guardar. Uma simples vontade depois de um conselho. Conseguiria fazê-las saírem? Na verdade, não era uma simples vontade. Era uma profunda vontade. Pensou que talvez fosse mais feliz, mais liberta, se conseguisse algum dia, de alguma forma, “botar pra fora”, nem que fosse um pouquinho só, toda aquela emoção... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Default



   > Anna Maria Tagliavini

  AUTOR  
 
Anna Maria Tagliavini

Anna Maria Tagliavini nasceu em São Paulo, capital, em 1942. Formou-se em Ciências Sociais pela USP nos fatídicos anos 60. Desde 1988 dedica-se a suas duas paixões: música, integrando o Coralusp desde 1988, e animais. Publicou Bicho & Gente, Textos e Contextos (iEditora, 2002). Uma de suas crônicas, Téo, foi publicada no livro Amando os gatos com todas as letras (Top. Co. Multimeios, p.19, 2003). Teve crônicas constantes em revistas especializadas como Muito pelo contrário  (revista Pulo do Gato, edição 02), Os aventureiros (idem, edição 05), bem como participação na Internet, sobretudo para o site do GAAR (Grupo de Apoio aos Animais de Rua, ONG em Campinas, na época), que guardava em seu bojo uma seção especialmente para seus textos.
Parte de seus trabalhos pode ser visualizada pela Internet, ao ser digitado seu nome, Anna Maria Tagliavini, no Google.
Simples, extasiada, combativa, emocionada. Assim se define Anna.