Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Mãe... nhe! Engoliram o papai!!

– Com Deus me deito, com Deus me levanto... “Eu SEI que é ele que está lá... Fica lá, só me olhando...” – Com a graça de Deus e do Divino Espírito Santo. “ Por que ele num vai embora?...” – Ave Maria cheia de graça... “Mamãe não tinha nada de mudar pra essa casa cheia de fantasmas... João fica dizendo que eu sou medroso, que fantasma não existe... Não existe uma ova... E aquele alí?” – O Senhor é convosco... “Como é que na outra casa eu não via nada? Essa casa é mal-assombrada, sim senhor... Ai, meu Deus, olha ele lá outra vez... Me olhando com aqueles olhos sem cara...” – Rogai por nós pecadores... “Vou tampar o rosto...” – Agora e na hora... “Tou escutando uns passos... É ele que... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Cãimbra do escrivão, a deficiência, o deficiente e a felicidade.

Como portadora da cãimbra do escrivão, entendo que, a partir do momento que compreendemos, mesmo que em linhas gerais, a natureza biológica do problema e a condição em que a Ciência se encontra diante dele, podemos nos posicionar com atitudes e pensamentos para descobrir formas de sermos felizes, o que, acredito, deveria ser o objetivo principal de cada ser humano. Para sermos felizes, precisamos ser produtivos, fazendo parte da sociedade de maneira contributiva. Li muitos trabalhos científicos até entender bem o que é esta condição e as escolhas que temos diante dela. Talvez por ser bióloga, percebi logo, um ano antes do meu diagnóstico, em meados de 2001, que não era um problema ortopédico. Fui direto a um neurologista, que me encaminhou para outro e para outro... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > Oba Eni Oriate Ogbe Yono

  AUTOR  
 
Oba Eni Oriate Ogbe Yono
Sou sacerdote de umbanda, Pai de Santo,, sou coordenador do Superior Órgão Internacional dos Cultos Afros, Sou conselheiro do movimento chega, e recebi no dia 30 de Abril um certificado de Honra ao Mérito pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, através do Deputado Carlos Gianazi  pelo trabalho que realizo em favor da Umbanda. Nasci a 30 Km do quilombo Brejo dos Crioulos, lugar onde existe grandes rezadeiras e catimbozeiras MG, passei uma boa parte da minha infância neste lugar, aprendendo as orações, sou filho de Santo de Eliza de Oxalá, hoje sou filho de santo de Marcelo de Oxalufã, Ketu, Cantoá do Ketu de Valdomiro Baiano. Homem prudente e amigo.