Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

COLEÇÃO ARQUIVOS - TESOUROS ETERNOS DA LITERATURA IBERO-AMERICANA

Livros à mancheia têm-me chegado nestes últimos meses, levando-me a um profundo mergulho no tempo. A uma reflexão intensa sobre o quanto desconhecemo-nos, ainda que parte imensa nesta América, latina e de proporções gigantescas no tocante a problemas, sim, mas também no tocante à riqueza cultural. Muitas das edições que tenho recebido não são atuais, porém preciosas ao nosso processo de busca e de integração, no qual o fator cultural faz-se imprescindível. Sem conhecermos o passado, lutamos por uma identidade inexistente, segundo alguns autores especializados no estudo e na pesquisa do fenômeno cultural ibero-americano. E as novidades, às vezes antigas, nos impedem este retorno urgente à nossa formação, à nossa certeza de que somos dignos de respeito pela... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




A DIMENSÃO QUE NÃO TERMINA

Um Preâmbulo Em Uberaba, centenária cidade do Triângulo, o primeiro número de Dimensão vinha a lume em Julho de 1980. “Uma simples revista de poesia”, escreveu então seu editor. O futuro se encarregaria de desmentir o título do primeiro editorial, porém se manteria constante através dos anos o propósito do novo periódico. “E´esse, apenas esse, o compromisso desta revista, mais uma entre tantas, mortas, existentes ou ainda por existir: efetivo compromisso com a qualidade da poesia”. O compromisso com a qualidade da poesia manteve-se durante os trinta números da publicação. Ao longo dos seus quase vinte e um anos de circulação (Julho de 1980 – Abril de 2001), é um marco de sua excelência. Outras balizas foram atingidas no curso do tempo, levando... (leia mais)

Aricy Curvello




Default



   > José Daniel Deodoro

  AUTOR  
 
José Daniel Deodoro
JOSÉ DANIEL DEODORO nasceu em dezoito de junho de 1965 em Guaratuba, no Paraná em um sítio chamado Cabeceira do Rio Preto.

Começou a aprender a ler e escrever aos onze anos de idade. Morou em um colégio interno por cinco anos, onde, em um concurso de redação, obteve o segundo lugar, em nível estadual. Ficou em segundo lugar porque uma pessoa que cursava o terceiro ano do antigo curso Científico foi quem redigiu para o vencedor. Somente depois de quatro meses é que veio a saber deste fato. Não ficou triste, pois achava que nem conseguiria a classificação. A colocação em segundo lugar foi uma grande e agradável surpresa. Foi nômade por 21 anos. Depois de completar a maioridade em suas andanças, fixou residência em sua terra natal. Seu primeiro emprego foi de garçom. Trabalhou em escritórios. Foi parar nos garimpos, mergulhou muito para extrair ouro e diamantes. Extraiu muito, mas nunca acumulou. Fala sempre que suas três pepitas ou suas três gemas são: sua esposa, um filho e uma filha. Escreveu três livros: Canela de Boi, A Caçada do Tatu, Eu e o Velho. Outros três estão em andamento. Gosta muito de ler e escrever, quer e vai fazer dos livros sua fonte de renda. Atualmente,trabalha em um supermercado para custear as despesas pessoais. Intitula-se como autor das famílias. Quer que todos os membros das famílias leiam suas obras, desde o menor, o mais novo, até o maior e mais velho. É um grande incentivador da leitura. Se soubesse que ler era tão bom, que desenvolve a mente humana, teria lido mais, muito mais. Teria começado mais cedo.