Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Aos dez anos

O irmão chegou com uma novidade: se ela colocasse um fio de cabelo dentro de um vidro cheio d’água e tampasse bem tampado, ele se transformaria em uma cobra. - Mas tem que ser com a raiz, disse. Porque ela é que vai ser a cabeça da cobra. E tem mais – não pode ficar dentro de casa. Tem que ficar no chão, perto da terra. Arrancou o fio de cabelo mais comprido que encontrou, com raiz e tudo. Colocou num vidro, tampou bem tampado, colocou no chão embaixo de uma mangueira e ficou esperando. - Já tem três dias e não tô vendo nada mudar... - Calma, né? - Quem disse pra você que cabelo vira cobra? - O Betinho. Ele disse que a vó dele disse que um irmão dela fez isso e virou cobra. - Ah!... Outros tantos dias,... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Divulgação científica Bioindicadores, relatores ambientais

Bioindicadores são fatores bióticos empregados para o reconhecimento de condições (passadas, presentes ou futuras) de ecossistemas. As espécies estão adaptadas para sobreviver, se reproduzir e realizar relações ecológicas em condições ambientais específicas. Desta forma, a presença de cada tipo de ser vivo indica características físicas, químicas e estruturais do ambiente em que se encontra. De maneira geral, as características dos melhores bioindicadores são: · limites de tolerância estreitos – sensíveis a pequenas mudanças ambientais; · abundância; · identificação... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > Eulália Cristina Costa e Costa

  AUTOR  
 
Eulália Cristina Costa e Costa
           Eulália Cristina Costa e Costa: nasceu em 04/09/1981, graduada em Enfermagem e Obstetrícia pela UEMA, pós-graduada em Saúde da Família, Funcionária Pública e Escritora. Possui um livro intitulado "Uma viagem fascinante" – 2009 publicado pela editora Vermelho Marinho da Usina de Letras; possui algumas poesias publicadas em coletânea 10 anos da Usina de Letras, site e antologias. Participou do IV Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus/2008 com a poesia Amizade e da Antologia Falando de Amor-2010 pela Casa do Novo Autor.