Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Anthologie...

Obra: „Anthologie de la Poésie Romantique Brésillienne » - Bilingüe (Port. / Fr.) Poemas escolhidos por Izabel Patriota P. Carneiro, apresentados por Didier Lamaison e prefaciados por Alexei Bueno Versão francesa: Adrienne Álvares de Azevedo Macedo, Didier Lamaison e Cécile Tricoire Editoras: UNESCO PUBLISHING / EULINA CARVALHO Formato: 14 x 21cm Páginas: 257 Preço: 27,45 € 2002, ISBN: 92-3-003786-9 Na década consecutiva à da Independência obtida em 1822, chega ao Brasil a revolução das sensibilidades que já soprava sobre a Europa após o início do século. O Romantismo brasileiro aparece com a publicação, em Paris, de “Suspiros Poéticos e Saudades”, de Gonçalves de Magalhães, em 1836. Mas é com Gonçalves Dias que nasce verdadeiramente a grande poesia... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




RUGAS DE UM SORRISO

Ah, aqueles tempos de DCE (DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES)!. Sua sede social ficava(ou ainda fica?) ali na rua Gonçalves Dias, bairro de Lourdes, na bela capital mineira As horas dançantes aconteciam quase sempre aos sábados. Era um festival de moças bonitas e casadoiras. Os universitários ali se reuniam para uma paquera geral. Normalmente, os rapazes permaneciam em pé, muitas vezes caminhando em volta das mesas, sem ocupá-las, para não pagarem gorjetas ao garçom. Iam diretamente ao bar e compravam suas bebidas. As moçoilas, sim, sentavam-se às mesas, às vezes com seus pais, parentes, ou acompanhadas de colegas, irmãos ou... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




Default



   > GENERINO GABRIEL DE JESUS

  AUTOR  
 
GENERINO GABRIEL DE JESUS

GENERINO GABRIEL DE JESUS, Professor Licenciado e Pós-Graduado em Letras pelo CESVASF - Centro de Ensino Superior do Vale do São Francisco - nasceu em Rodelas/BA a 29 de julho de 1969.

De família humilde, é o décimo-primeiro filho de Dona Maria Rosa de Jesus, lavadeira que sustentou seus filhos através de seu trabalho incansável.

O poeta publicou seu primeiro livro de poemas - Segredos da Solidão - em julho de 2000, pela Editora HD Livros, de Curitiba/PR.

Seus poemas, como de costume, são marcados pela busca incessante de identidade do homem, além de retratar o amor, o fazer poético e os reveses que atingem a todos.

Generino Gabriel é colaborador do Movimento Cultural Artpoesia, de Salvador/BA, através do qual publica, mensalmente, seus poemas, desde 2006. Também colabora com os sites do Jornal Mundo Jovem, com o Recanto das Letras, com o Usina das Palavras, entre outros.

Desde 2006, o poeta Generino Gabriel é verbete do DICIONÁRIO DE AUTORES BAIANOS (pág. 171), publicado pela Secretaria de Cultura e Turismo do Estado da Bahia, naquele ano.

Com sua participação no IV Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, edição 2008, Generino teve seu poema "Predadores da Terra" selecionado para fazer parte de uma Coletânea publicada pela Giz Editorial. A respectiva coletânea fora lançada na Bienal do Livro, em setembro de 2009, no Rio de Janeiro.

No campo político, Generino exerceu o mandato de Vereador da Câmara Municipal de Rodelas, de 2005 a 2008 e, atualmente, exerce o mandato de Vice-Prefeito de Rodelas, além de continuar ministrando suas aulas de Língua Portuguesa e de Inglês no Colégio Estadual Dulcina Cruz Lima.